FAQ

De Admrede

Nessa página você encontra resposta para as perguntas mais frequentes. Caso você não encontre uma resposta para a sua dúvida, envie um e-mail para admrede@inf.ufrgs.br e responderemos assim que possível.

Tabela de conteúdo

E-mail

Cliente de Email

Como configuro minha ferramenta de e-mail para ler e enviar meus e-mails corretamente?

Você encontra na página "Email", da própria wiki, todas as instruções para configurar sua caixa-postal nos programas clientes mais comuns.

Eu acesso meu e-mail de casa. O que devo fazer para configurar minha máquina em casa?

A configuração do cliente de email para acessar sua caixa-postal de fora do Instituto é a mesma do acesso interno. Consulte o tópico Email, da própria Wiki, para saber como configurar o acesso às suas mensagens em diversos programas.

Webmail

O que é webmail? Como funciona?

É basicamente uma página web, de onde você pode ler e enviar e-mails. Existem diferentes softwares de Webmail, com as mais diferentes funcionalidades. No Instituto de Informática optou-se por utilizar o Horde.

Já atualizei meu browser mas continuo a ter problemas quando tento utilizar o Webmail. O que faço agora?

Você pode estar tentando utilizar uma funcionalidade do Horde (webmail) que necessita javascript. Neste caso, basta verificar se seu browser está com o javascript habilitado.

O que acontece com os e-mails que eu leio através do webmail?

Os e-mails acessados através do webmail, à exceção dos que você apagar explicitamente, permanecerão na sua caixa postal até que você os leia a partir de sua ferramenta de e-mail preferida. É importante salientar que o Webmail do Instituto de Informática não tem por objetivo substituir a sua ferramenta de e-mail preferida (Thunderbird, Outlook, Eudora, etc), mesmo porque ele não apresenta as mesmas funcionalidades. Seu principal objetivo é permitir que você acesse seus e-mails de uma forma confortável a partir de um browser.

Quando eu acesso o webmail, eu recebo uma série de perguntas sobre "certificado de autenticidade". O que é isto?

Para sua segurança, o sistema de webmail possui suporte a criptografia (SSL). Isto permite que toda conexão realizada a partir de uma máquina qualquer até o servidor de e-mail do Instituto de Informática seja criptografada, ou seja, sua senha não é transmitida em claro na rede. Este certificado de autenticidade é um tipo de "contrato" pactuado entre o browser e o webmail para realizar a criptografia de seus dados. Veja a página sobre os Certificados de Segurança para configurar o seu sistema.

Dúvidas Gerais

Eu leio sempre minhas mensagens do servidor. Porque minha caixa postal está tão grande?

Possivelmente, porque você nunca removeu as mensagens já lidas, ou porque faz muito tempo que não as remove. É possível ainda que, embora tenha marcado as mensagens para exclusão, elas ainda permaneçam na lixeira e, portanto, consumindo espaço de sua quota.


Caso você utilize o protocolo POP3: Os leitores de e-mail, como comportamento padrão, ao realizarem o download das mensagens do servidor de emails para sua máquina, excluem as mesmas do servidor. Contudo, nessa modalidade de acesso existe a possibilidade de configurar o leitor de e-mail para manter cópia das mensagens no servidor permanentemente ou mesmo excluí-las apenas após determinado período. Caso você esteja tendo problemas em sua caixa postal ou a mesma esteja cheia, verifique as configurações do seu leitor e ajuste-as de forma que as mensagens armazenadas no servidor de e-mails sejam removidas em algum momento.


Caso você utilize o protocolo IMAP: Os clientes de e-mail que utilizam o protocolo IMAP tem como comportamento padrão manter todas as mensagens no servidor, desde a caixa de entrada, incluindo sub-pastas. Ou seja, tudo é armazenado no servidor, consumindo espaço de sua quota de disco. Ao optar por essa modalidade de acesso, o usuário tem a possibilidade de acessar sua caixa postal de diversos clientes de e-mail diferentes, incluindo-se o webmail, mantendo uma visão única de sua mailbox e consistente entre todos os clientes de e-mail utilizados. Tipicamente, o acesso via IMAP utiliza uma subpasta para armazenar as mensagens excluídas denominada Trash ou lixeira (personalizável no cliente de e-mail) ou suporta um esquema de marcação por exclusão. Em qualquer um dos casos, é necessário executar uma operação "PURGE" para efetivamente destruir as mensagens na lixeira ou marcadas para exclusão. Somente após essa operação "PURGE", o espaço ocupado pela mensagem é efetivamente liberado.


Caso você utilize o Serviço Webmail: O webmail(horde) funciona como um aplicativo de leitura de e-mail, mantendo as mensagens no servidor e utiliza o protocolo IMAP (descrito acima). O webmail tem como comportamento padrão apenas marcar mensagens para exclusão. Nesse caso, a operação PURGE pode ser realizada através do link "Eliminar Excluídas". Há possibilidade de reconfigurar o webmail para utilizar uma pasta Lixeira. Nesse caso, a operação PURGE está disponível no link "Esvaziar Lixeira".


Veja também o item "FAQ - Quotas" caso você esteja estranhando o valor mostrado na sua quota.

O que é exatamente a quota de e-mail?

A quota de e-mail é o limite máximo de espaço em disco que pode ser usado com mensagens de e-mail. Na verdade a quota no Instituto de Informática é única, sendo dividida entre os e-mails e o espaço ocupado no diretório-home.
O uso de quotas garante um espaço mínimo individual para o armazenamento de mensagens. Em um sistema sem quotas, mensagens de único usuário podem ocupar todo o espaço em disco impossibilitando os demais usuários de receberem seus e-mails.

O que é Vacation?

É uma resposta automática que você pode programar para ser enviada a um remetente. O uso normal é quando você está de férias (vacation). Neste caso o remetente da mensagem é avisado pela mensagem automática que você não está lendo seu e-mail de forma regular, evitando assim dúvidas quanto a entrega, ou não de determinada mensagem. A mensagem é configurada por você mesmo através do link "Vacation". Cada remetente recebe apenas uma vez a mensagem de vacation.
Ao ativar o Vacation na sua conta, você receberá um e-mail do sistema confirmando sua configuração. Ao desativar, você receberá um outro e-mail indicando a desativação do Vacation.

Posso redirecionar o meu e-mail do instituto para um outro endereço (forwarding)?

Sim, você pode redirecionar todos os e-mails que chegam em sua conta no domínio inf.ufrgs.br para um outro endereço e-mail qualquer, e depois, anular este redirecionamento. Você pode fazer isto através do link "Redirecionamento de Email". Apenas um endereço de redirecionamento é permitido.

Existe um limite no tamanho máximo de e-mail a ser enviado?

Sim, 20 MB.

Já que o servidor de e-mails executa um anti-vírus, posso desabilitar o meu?

Não. Este procedimento é fortemente não-recomendado. O anti-vírus do sistema de e-mail realiza apenas uma primeira filtragem nos e-mails que chegam com vírus. O objetivo é barrar mensagens com vírus, porém, sua máquina pode vir a ser infectada por outros meios (e.g.; pendrives e downloads).
O sistema ao receber um e-mail infectado, reenvia a mensagem ao seu remetente com a indicação de que o e-mail não foi entregue ao destinatário por estar contaminado com algum tipo de vírus. Em outros termos, ele não é entregue para você.

Fiz o redirecionamento do meu email e agora algumas mensagens estão voltando com um erro de "SPF". O que houve?

SPF é um mecanismo de combate à falsificação de email usado por vários servidores na Internet, incluindo o servidor de email do Instituto. O objetivo final é reduzir a quantidade de SPAM recebido. O SPF dita que mensagens de email de determinado domínio só podem ser enviadas pelo servidor responsável pelo domínio. Por exemplo, mensagens cujo remetente tem domínio "inf.ufrgs.br" só podem ser enviadas pelo servidor do Instituto; se alguém na Internet tentar falsificar uma mensagem, colocando como remetente um endereço do tipo "fulano@inf.ufrgs.br", o destinatário pode rejeitar a mensagem.
Um efeito colateral dessa técnica é a possível falha de entrega de mensagens quando são feitos redirecionamentos. Vejamos por que isso pode acontecer.
Suponha que um usuário no domínio A envia uma mensagem para outro usuário no domínio B, e que este último redirecionou seu email para outro endereço, no domínio C. Nesta situação, é possível que a mensagem seja rejeitada. Para tanto, basta que os servidores dos domínios A e C tenham SPF ativado. Do ponto de vista do servidor C, a mensagem está vindo do servidor B, mas com remetente do domínio A. Apesar de o redirecionamento ser legítimo, a maneira como ele é implementado não inclui qualquer informação, para o servidor C, de que ele foi feito. O resultado é que o servidor C conclui que se trata de uma falsificação, e rejeita a mensagem.
Atualmente, com a tendência de adoção do SPF por cada vez mais servidores de email (quase todos os provedores comerciais no Brasil já o adotaram), é recomendável não mais utilizar o sistema de redirecionamentos (aliases). Uma alternativa, quando houver essa necessidade, é usar um sistema de listas como o Mailman.
Para mais informações, veja http://www.antispam.br/admin/spf, e também a RFC 4408, um draft de padronização do SPF.
Um problema semelhante ocorre quando se usa o mecanismo de aliases (que é a maneira como se fazem os redirecionamentos) para implementar sistemas de listas. Os emails são rejeitados pelos mesmos motivos acima. Veja a próxima pergunta.

Meu email do Instituto foi incluído em uma lista mas não estou recebendo as mensagens. Qual o problema?

Possivelmente, essa lista foi implementada como um sistema de aliases (confirme com o administrador da rede onde a lista está hospedada), e as mensagens estão sendo rejeitadas por erro de SPF — veja a resposta da pergunta anterior. Sendo um sistema de aliases, o servidor da lista apenas redireciona as mensagens enviadas, e com isso, para quem recebe, as mensagens estão sendo originadas no servidor da lista, porém com remetente de outro domínio.

Impressoras

Em quais impressoras posso imprimir?

Você encontra todas as informações sobre as impressoras no tópico "impressoras".


Não consigo alterar as configurações do driver da minha impressora no Windows NT/2000/XP, o que faço?

Os Windows NT/2000/XP possuem configurações automáticas do driver de impressão. Caso as configurações não estejam aparecendo, (frente e verso e tipo de papel incorreto, diferente de A4), o registro referente às impressoras em seu Windows está com problemas. Neste caso é necessário editar o registro do Windows para corrigí-los. Deve-se tomar um extremo cuidado ao se editar o registro, pois qualquer erro realizado, poderá provocar sérios problemas "sem volta" em seu Windows.
Você pode realizar as alterações de duas maneiras(estes passos devem ser realizados com a conta administrativa da sua máquina):
  1. Manualmente:
    1. Acesse o painel das impressoras(clique em Iniciar -> Configurações -> Impressoras) e delete todas as suas impressoras. Obs: Caso tenha algum gerador de pdf, ex: PDFCreator, também deve deletá-lo;
    2. Feche a janela e não abra mais até o final do processo;
    3. Executar o programa regedit;
    4. Encontre a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Print\Providers\LanMan Print Services\Servers;
    5. Você encontrará o nome do servidor de impressão (impressoras). Apague todas as entradas que estiverem nesta chave;
    6. Encontre a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\ControlSet001\Control\Print\Environments\Windows NT x86\Drivers;
    7. Encontre os números das versões dos drivers e conseqüentemente os nomes dos drivers instalados. Delete as entradas "Version-2" e "Version-3";
    8. Encontre a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\ControlSet002\Control\Print\Environments\Windows NT x86\Drivers;
    9. Encontre também os números das versões dos drivers e conseqüentemente os nomes dos drivers instalados. Delete as entradas "Version-2" e "Version-3";
    10. Reinicie sua máquina. Não tente instalar ou abrir o painel das impressoras ainda;
    11. No Windows NT 4.0 e Windows 2000, você encontra os drivers instalados no diretório C:\WINNT\SYSTEM32\SPOOL\DRIVERS\W32X86. No Windows XP você encontra os drivers instalados no diretório C:\WINDOWS\SYSTEM32\SPOOL\DRIVERS\W32X86. É necessário apagar os diretórios de números 2 e 3;
    12. Está pronto. Agora você pode instalar suas impressoras normalmente. Não é necessário reinicializar sua máquina.
  2. Automaticamente:
    1. Baixe o script;
    2. Descompacte os arquivos;
    3. Reinicie seu computador;
    4. Clique duas vezes no arquivo "deleta_driver_impressoras.bat", no local onde foi descompactado o script;
    5. Instale a impressora novamente.

O que é balanceamento de carga em impressoras?

É um sistema que realiza automaticamente a distribuição dos jobs para as diversas impressoras conectadas ao sistema, evitando que uma impressora fique ociosa ou que a mesma seja monopolizada, ou sobrecarregada por várias impressões.


Por que minhas impressões estão lentas?

Obs: Apenas é necessário fazer estes passo, para quem tiver lentidão ao imprimir, veja a descrição e sintomas

Breve descrição.
Grande parte dos problemas se devem ao Firewall do próprio Windows ( todas as versões ) ou softwares de terceiros que não sabem controlar de uma maneira eficiente as conexões com o computador ao qual querem se comunicar.
O Firewall do seu Windows é configurado por padrão para restringir os acessos apenas à rede em que sua máquina se encontra. Como temos diferentes subredes e o servidor de impressão está em outra subrede, o firewall do Windows acaba bloqueando parcialmente ou totalmente conexões com outras máquinas, incluindo também nosso servidor de impressão, deixando sua máquina lenta.
Sintomas:
  • Após a autenticação suas Impressões ficam presas em sua fila de impressão local e não imprimem.
  • Ao clicar em imprimir, seu programa frequentemente trava por segundos, ou deixa de responder.
  • Mensagem de erro "\\Impressoras. Caminho da rede nao encontrado".
Obs: Caso estes sintomas não acorram no seu Windows, não será necessário fazer qualquer correção.


Existem 4 maneiras, para corrigir o problema de lentidão.
  1. Desativar seu firewall ( Aconselhável apenas para verificar se realmente é este o problema )
  2. Desativar o protocolo de "Compartilhamento de Arquivos e Impressoras" do Windows. ( Isso resolve o problema, mas impede que você crie compartilhamentos de dados em sua máquinas local com a rede ).
  3. Configure no seu firewall o protocolo de "Compartilhamento de Arquivos de impressoras"
    • Existem duas formas de configurar seu firewall. As portas 137,138,139 e 445 deverão ser alteradas.
      1. Configurar as portas para permitir acesso a qualquer computador, inclusive internet.
      2. Configurar as portas para permitir acesso apenas à rede da UFRGS.
    • Passos a serem seguidos:
      1. Acesse o painel de controle do windows e procure por firewall do windows.
      2. Ao acessar, clique na aba "Excessões". Procure por "Compartilhamento de Arquivos de impressoras", clique nesta opção e depois no botão edit. ( CUIDADO: não desmarque a opção )
      3. Você encontrará os números das portas citadas acima. É necessário editar cada uma delas.
      4. Se voce escolher Configuração personalizada, coloque para cada porta o endereço 143.54.0.0/255.255.0.0
      5. O acesso acima estará liberando as portas, apenas à rede da UFRGS.
      6. Clique em ok em todas a abas e pronto. Tente imprimir.
  4. Configuração Automática ( Para os mais apressados. Use este script por sua conta e risco. )
    • Baixe e execute este script impressoras_firewall.bat (No Windows Vista e Windows 7, clique com o botão direito e depois em "Executar como Administrador").
    • Clique em ok e tente imprimir.
    • Talvez seja necessário reiniciar sua máquina.

Quais as impressoras disponíveis para uso?

Você encontra todas as informações sobre as impressoras no tópico "impressoras".



Veja também o tópico Impressoras

Listas de Discussão

Como faço para criar uma lista?

Você deve pedir a um professor do Instituto para enviar um e-mail para a administração da rede solicitando o cadastramento dessa nova lista. Essa solicitação deverá incluir o nome da lista a ser criada, uma pessoa responsável pela lista (administrador) e uma breve justificativa.

Eu recebia e-mails de uma lista e agora não recebo mais. O que houve?

Se você deixou de receber mensagens de uma lista, duas opções são possíveis:
  1. A pessoa responsável pela lista descadastrou sua participação nessa lista;
  2. O seu endereço de e-mail cadastrado na lista está com algum problema.
Em ambas as situações você deve contactar o responsável pela lista (veja a resposta à questão anterior).

A lista foi criada. O que faço agora?

Após receber um e-mail da administração da rede confirmando a criação da sua lista, você receberá um e-mail do Mailman lhe fornecendo uma senha administrativa para sua lista. A partir deste instante você será o proprietário da lista e poderá configurá-la da maneira mais conveniente.

Eu recebi uma mensagem "maluca" dizendo que eu pertenço a uma lista e me fornecendo uma senha. O que é isto?

Esta mensagem é enviada automaticamente sempre que você é cadastrado em uma lista ou uma vez por mês para "lembrá-lo" em quais listas você está cadastrado. A senha que você recebe junto a essa mensagem permite que você gerencie algumas coisas sobre sua participação na lista, como por exemplo, se descadastrar dela (unsubscribe). Essa senha é, inicialmente, gerada aleatoriamente pelo sistema, e você pode alterá-la a qualquer instante. As facilidades que você tem a sua disposição para gerenciar a sua inscrição na lista dependerão de como o administrador a configurou. Para ter acesso a lista das listas, clique aqui.

Como faço para saber quem é a pessoa responsável (administrador) por minha lista?

Esta informação está disponível na home page de sua lista, acessível pelo endereço http://listas.inf.ufrgs.br. Normalmente a pessoa responsável será identificada pelo nome de sua lista seguida do sufixo "-owner", formando um endereço de email que pode ser usado para contactá-la. Ex.: nomedalista-owner@inf.ufrgs.br

Como faço para me inscrever em uma lista?

Depende da pessoa responsável pela lista. Em uma lista "aberta" você pode se cadastrar diretamente através da home page da lista (procure a lista desejada em http://listas.inf.ufrgs.br). Em uma lista "fechada" você deve igualmente submeter o pedido de inscrição pela home page, mas nesse caso é necessário esperar que a pessoa responsável (administrador) aprove a inscrição. Pode ser também que a lista desejada não apareça na relação publicada no servidor; nesse caso, será necessário contactar diretamente o responsável pela lista.

Esqueci minha senha de administrador. E agora que faço?

Ei! Esquecer a senha é um problema grave! Isso não pode acontecer! Contacte a administração da rede e solicite o envio da sua senha administrativa por e-mail.

Veja também o tópico Listas de Discussão

Páginas Web

Qual o problema de ter permissão com escrita global no meu HOME?

O principal problema é que todos poderão escrever nele. Se for um diretório significa que qualquer um pode criar e remover arquivos nele. Se for um arquivo, significa que qualquer um pode editá-lo e alterar completamente o seu conteúdo.
Porque isto é mais grave no public_html?
Porque o public_html é visível pelos navegadores a partir de qualquer lugar da Internet. Se o usuário "fulano", por exemplo, deixou o seu public_html com estas permissões, qualquer um poderia inserir uma página de nome teste.html, por exemplo, e ela seria acessível por http://www.inf.ufrgs.br/~fulano/teste.html.
Mas eu preciso ter arquivos ou diretórios com esta permissão no meu public_html. Como faço?
Existem diversas formas de melhorar a segurança. Uma delas, caso estes arquivos sejam acessados por algum script PHP ou outro, é colocar tais diretórios fora do public_html. Um exemplo típico é o uso de logs. Ao invés de colocar em ~/public_html/logs, coloque, por exemplo, em ~/logs. O diretório continua podendo ser escrito por qualquer um, mas não será acessível por http.
Outra solução mais imediata, que não necessita reescrever os códigos PHP, é mover os arquivos para fora do public_html e referenciá-los no public_html através de links simbólicos. Isto evita o acesso por http.

Como posso deixar meu HOME mais seguro?

A menos que você saiba o que está fazendo, uma boa prática é tirar a permissão de leitura do seu HOME, mantendo apenas permissão de "execução". Quando aplicado a diretórios, esta permissão significa "entrar no diretório" e, sem permissão de leitura, não se pode listar o conteúdo.
Se você possui páginas pessoais, JAMAIS tire a permissão de executar por todos! Neste caso, no seu HOME, uma boa permissão seria drwx--x--x, bastante conservador.
Para se ter estas permissões, deve-se executar em um console Linux (na máquina html, por exemplo) o comando:
chmod 711 ${HOME}
Quanto ao seu public_html, a mesma permissão seria suficiente, ou seja, permissão apenas de execução, porém OS ARQUIVOS DE SUAS PÁGINAS precisam ter permissão de LEITURA global. Não tem nenhum motivo para eles terem permissão de escrita!!

Profiles

O que é profile?

Apenas o Sistema Operacional Windows possui o sistema de profiles(também chamado de perfis ambulantes). Os profiles são gerados automaticamente pelo Windows, não tendo nenhum vínculo com o servidor de home. Os profiles são todas as configurações defaults(ou realizados pelos usuários) dentro do Sistema Operacional. Estas configurações podem ser: alterações no Desktop, papel de parede, contas de e-mail tanto Outlook, Nestcape e Mozilla, armazenar arquivos em Meus documentos, entre outros.

Como funcionam os profiles?

Toda vez que um usuário se loga, o sistema buscará do servidor de homes toda a configuração do usuário. Somente após o usuário se deslogar é que o Windows automaticamente envia e salva todas as alterações(dados e configurações) no servidor de homes. Sendo assim, quando você se logar em qualquer outra máquina, suas configurações estarão exatamente iguais estavam no último uso do sistema.

Onde são guardados meus profiles do Windows?

Os profiles estão no diretório "profile_nt", no seu próprio home. O diretório "Windows Config" possui algumas pastas como: Meus Documentos, Desktop, Favoritos e Dados de Aplicativos, onde você grava seus dados diretamente no servidor. Ao gravar seus dados no seu "Desktop" ou na pasta "Meus Documentos", você estará ocupando seu espaço em disco.

Por que não estou conseguindo logar no Windows?

Se você consegue autenticar no Linux, mas não loga no Windows, é bastante provável que seu profile (arquivos de configuração) tenha corrompido. Abaixo você encontra mais informações de o porquê isso ocorre e o que fazer para solucioná-lo.

Por que meu profile fica danificado?

O Windows sempre grava as informações do seu profile quando é realizado o logoff e seu profile apenas irá corromper no momento que você estiver próximo da quota "limit" ou quota "hard", impedindo que essas informações sejam gravadas. O Windows tentará salvar suas informações e, não tendo mais espaço em disco, seu profile ou seus dados ficarão corrompidos ou não serão salvos.

Como restauro meu profile?

Você deve se logar no Unix ou Linux, verificar sua quota e remover alguns arquivos para que sua quota diminua, sendo assim possível restabelecer a normalidade.
Dificilmente você conseguirá recuperar seus e-mails, tanto no Outlook quanto no Mozilla, pois provavelmente estarão corrompidos. Para corrigir seu profile corrompido, você deve renomear o diretório "profile_nt" e/ou "profile_nt.V2" , se tiver espaço suficiente.
Dessa maneira, você pode copiar seletivamente o conteúdo do diretório(que você renomeou) para o novo diretório "profile_nt" ou simplesmente apague este diretório(caso não consiga mais espaço em sua área de disco ou não tenha importância alguma as configurações que foram feitas por você).
Inicie o Windows novamente e faça o logon. Todas as suas configurações apagadas serão perdidas e, consequentemente, ao efetuar o próximo login, seus profiles serão refeitos automaticamente.

Reparando Profiles

  • Localmente
    • Para reparar o profile do Windows, basta, através do Linux, apagar as pastas "profile_nt" e/ou "profile_nt.V2" que ficam dentro do seu home. Caso você queira, posteriormente, recuperar algo do seu profile, deverá renomear as pastas (ex. "profile_nt" para "profile_nt.bak"). Ao se logar novamente, o Windows se encarrega de criar um novo profile para seu usuário com as configurações default.
  • Remotamente
    • Para reparar o profile do Windows, basta apagar as pastas "profile_nt" e/ou "profile_nt.V2" que ficam dentro do seu home na máquina portal.inf.ufrgs.br. Para fazer isso, você deve se logar através de um cliente ssh (no linux dos laboratorios preferencialmente), digitando em linha de comando "ssh usuario@portal.inf.ufrgs.br". Você irá se logar na maquina portal e, caso você queira, posteriormente, recuperar algo do seu profile, deverá renomear a pasta "profile_nt" para "profile_nt.bak" com o comando "mv profile_nt profile_nt.bak". Caso contrário, pode deletar a pasta. Você só irá perder as configurações e personalizações do profile e ao se logar novamente, o Windows se encarrega de criar um novo profile para seu usuário com as configurações default.
  • Para reparar o profile do Linux, deve-se logar na máquina portal.inf.ufrgs.br com um cliente ssh, mover todos os arquivos ".gnome" para uma pasta chamada "gnome.bak" (o usuário deve criar com o comando "mkdir gnome.bak"), reiniciar o sistema e logar-se novamente para recriar as configurações do profile.

O que causa dano aos profiles?

Normalmente, quando se desliga incorretamente uma máquina ou não se aguarda o tempo necessário para o sistema operacional terminar e encerrar as tarefas em execução, isto causa erros nos profiles.
Também não é aconselhável bloquear as máquinas do laboratório, pois ao sair, outras pessoas ocupam os micros e desligam a cpu quando ela se encontra bloqueada. Isto pode causar danos ao profile.

Esqueci minha senha, o que faço?

Você deve ir pessoalmente à sala da Administração de Rede - Prédio 72, sala 236 - com algum documento de identificação e solicitar uma nova senha. A Administração de Rede NÃO envia senhas por e-mail.

Quotas de E-mail/Homes

O que é quota de disco?

Quota de disco é um serviço implementado em nosso servidor de home, que disponibiliza ao usuário uma pequena porção de área de disco, que permite a gravação dos seus dados pessoais.

Como verifico o quanto estou utilizando de minha quota?

Quando você já se encontra logado em uma estação Unix ou Linux, basta digitar o comando "quota -v". Se você estiver um uma estação Windows, utilize o programa Putty para se logar na "portal.inf.ufrgs.br". Após o login, digite, "quota -v".

O que significa o relatório do programa "quota"?

Abaixo está o exemplo da quota de um usuário. ( Aviso: Se você observar, temos duas colunas divididas - blocks e files. Atualmente, estamos fazendo quota por espaço em disco utilizado e não por número de arquivos. Por este motivo, na segunda coluna, os valores quota e limit estão com valores "0" ).

Disk quotas for user nome_do_usuario (uid 759):

Filesystemblocksquotalimitgracefilesquotalimitgrace
/dev/sda3
83180*800001000006days59600

Esse é apenas um exemplo. Verifique sua quota pois cada usuário pode ter quota diferenciada - dependendo do seu nível (graduação, mestrado, doutorado, professor, etc). Abaixo, o significado de cada campo.

  • uid = Identificador único do usuário dentro do sistema UNIX.
  • Filesystem = Unidade de disco onde se encontra os dados dos usuários no servidor de home (informação relevante);
  • Blocks = É o número total de blocos (em kilobytes) que um usuário está utilizando; O asterico indica que você ultrapassou sua quota.
  • quota = É a sua quota mínima, também chamada de quota soft, pois você pode ultrapassar deste limite. Se você nunca passar do valor determinado para sua quota, dificilmente terá problemas de espaço;
  • limit = É a quota máxima, também chamada de quota hard. O sistema impede a gravação de qualquer dado ou arquivo.
  • grace = É o prazo máximo que você possui para regularizar sua quota antes que ela seja bloqueada e impossibilite que você grave em sua área de dados.


Excedi minha quota, o que devo fazer?

É necessário que você exclua arquivos do seu diretório home, da sua página pessoal ou e-mails para liberar espaço.
  • Para excluir arquivos do seu diretório home será necessário acessar a máquina "portal.inf.ufrgs.br" via ssh com seu usuário/senha.
    • Caso você tenha excedido a quota máxima ou o tempo para regularização tenha expirado, não será possível autenticar nos laboratórios de graduação em modo gráfico. Para logar em modo texto, no Linux, pressione simultaneamente as teclas CTRL+ALT+F1.
OBS.: É provável que seu profile do Windows tenha corrompido. Para regularizar a situação de seu profile siga os passos descritos aqui.
  • Para excluir arquivos da sua página pessoal, será necessário acessar a máquina "html.inf.ufrgs.br" via sftp ou compartilhamento samba(este apenas dentro do instituto).
  • Para excluir e-mails, você pode acessar o webmail ou acesse a máquina "portal.inf.ufrgs.br" via ssh com seu usuário/senha e digite o comando "alpine". O Alpine é um programa gerenciador de e-mails em modo texto.
    • Caso você tenha excedido a quota máxima ou o tempo para regularização tenha expirado, você ficará sem acesso aos seus e-mails, impossibilitando realizar a limpeza de seus e-mails. Nesse caso, é necessário entrar em contato com a AdmRede para que seu acesso seja liberado.

O que irá acontecer se eu não regularizar minha quota?

O controle de quotas é feito em duas etapas, com dois limites diferentes:
  • O primeiro limite serve como um alerta, e não impede que você continue recebendo novas mensagens.
  • Quando o segundo limite for atingido, você deixará de receber e-mails e as mensagens enviadas para sua caixa postal retornarão ao remetente com erro.
Ao receber a mensagem de aviso de estouro de quota, você deve regularizar a sua situação o quanto antes, removendo do servidor as mensagens antigas e já lidas.

Já apaguei todas as mensagens do servidor de email, mas minha quota ainda está mostrando X MB. O que está errado?

Desde março de 2006, as quotas de email e de home estão unificadas em uma só. Isso significa que, se você não tem mensagens no servidor, mas ainda assim o sistema mostra um certo valor ocupado, isso é devido a arquivos e pastas no seu diretório-home.


O que está ocupando espaço em meu home?

Muitos alunos questionam se as aplicações que estão instaladas nas máquinas ocupam espaço em seu home. A resposta é: provavelmente não!


Existem basicamente duas situações que as aplicações que estão na instalação padrão podem ocupar um espaço significativo em seu home: a cache do navegador e, arquivos cache do java (para quem faz programação Java). A solução nestes dois casos, é remover os arquivos de cache na própria aplicação.


Se não for esse o caso, é necessário localizar o que está ocupando esse espaço. Para fazer isso, é necessário apenas verificar qual a pasta em seu home que está ocupando o maior espaço. O sistema deve ocupar aproximadamente 40MB da quota, o excedente, se não for as caches citadas, possivelmente são arquivos/programas particulares.


Pelo Windows, é possível identificar o quanto uma pasta está ocupando acessando as propriedades da pasta. Pelo Linux, o comando "du -Sh" apresenta o espaço ocupado por cada pasta/subpasta de uma só vez. Essa é uma boa maneira de tentar "rastrear" o que está ocupando espaço em seu home.


Os usuários da rede do Instituto possuem uma quota de disco unificada, compartilhada entre arquivos pessoais (diretório-home) e email e páginas html, ficando sob controle do próprio usuário usufruir de sua quota da maneira que lhe for mais interessante.

As quotas variam de acordo com o tipo de usuário, conforme a tabela abaixo:

Usuário Quota*
Alunos de graduação600 MB
Alunos de pós-graduação800 MB
Técnicos-administrativos e Colaboradores3 GB
Professores3 GB

*Em vigor desde Julho de 2010


Sobre o valor informado acima, existe uma tolerância de 20% que pode ser ultrapassada, durante um período de no máximo 1 semana. Por exemplo, um aluno de graduação tem quota de 600 MB, mas pode exceder esse valor até o limite de 720 MB (600 + 20%) por um período de 7 dias. Se esse tempo for esgotado, ou se o limite de 20% for atingido — quando se diz que a quota foi "estourada" —, não será mais possível criar novos arquivos no servidor. Para regularizar essa situação, o usuário deverá apagar alguns arquivos ou emails até que a ocupação total fique abaixo de sua quota normal (no exemplo dado, 600 MB).

IMPORTANTE: Note que um usuário com quota estourada não receberá novos emails até regularizar a situação de sua conta pelo procedimento acima. Os emails que deixarem de ser recebidos por esse motivo não poderão ser recuperados.

Dicas para evitar estouro de quota

  • Verifique se os seus e-mails de fato estão sendo permanentemente excluídos. Muitas vezes ao excluir um e-mail pelo webmail/cliente de e-mail, essa mensagem é depositada na lixeira, não sendo de fato removida do servidor e ocupando espaço de sua quota;


  • Caso você utilize um cliente de e-mail nas máquinas dos laboratórios, evite utilizar a configuração POP3. Essa configuração realiza o download das mensagens para a máquina local, logo, passa a ser depositada no seu diretório homes, podendo estourar sua quota. É recomendável optar pela configuração IMAP, que acessa suas mensagens diretamente do servidor de e-mails;


  • Verifique se arquivos excluídos não foram para a lixeira. Mesmo que você tenha excluído aquele arquivo de 200MB, se ele estiver na lixeira, continua ocupando esse mesmo espaço;


  • Realize eventualmente a limpeza da cache do browser;


  • Evite estourar a capacidade de sua quota para liberar algum espaço. Se você perceber que sua quota está próxima ao limite, é um bom indício de está na hora de excluir alguns arquivos de sua conta;


  • Evite instalar programas diferentes dos que já estão nas máquinas. Essa instalação é realizada no seu home, ocupando espaço;


  • Algumas aplicações, como o Eclipse, exigem que plugins sejam instalados nas contas dos usuários. Esses plugins NÃO FAZEM PARTE da instalação padrão. Caso você precise utilizar tal plugin, não há problema em utilizá-lo, mas é necessário que você tome cuidado para não exceder sua quota.


Essas são apenas algumas dicas que com certeza ajudam a manter algum espaço disponível em sua quota. Caso você tenha alguma dúvida e/ou sugestão, envie um e-mail para admrede@inf.ufrgs.br.



Leitura Sugerida
FAQ - Quotas

FAQ - Rede Wireless

Por que não consigo conectar na rede wireless?

Para utilizar a rede wireless do instituto é obrigatória a instalação do Certificado de Segurança do Instituto de acordo com nosso tutorial.
Caso você já tenha conseguido conectar anteriormente na rede do instituto, desligue e ligue o sinal wireless do seu dispositivo e verifique se a senha digitada está correta. Caso o problema persista, encaminhe um e-mail para admrede@inf.ufrgs.br informando o prédio e a sala onde você tentou se conectar.
Ferramentas pessoais