search
Curiosidades

   No Brasil existem 52 cursos de Engenharia de Computação cadastrados no MEC.

a   Deste total, estão situados 7 cursos na região Sul, 33 na região Sudeste, 6 na região Centro-oeste, 5 na região Nordeste e 1 na região Norte.
Respostas às perguntas mais frequentes

1. Quantas vagas o curso oferece no Concurso Vestibular?
2. Qual é a duração do curso?
3. Quais são os pesos das provas no Concurso Vestibular?
4. Onde se consegue mais informações sobre o curso?
5. Qual é o perfil do profissional formado pelo curso?
6. Quais são as áreas de atuação do profissional formado pelo curso?
7. Qual é a diferença entre os cursos de Engenharia de Computação e de Ciência da Computação da UFRGS?
8. Qual é a diferença entre os cursos de Engenharia de Computação e de Engenharia Elétrica da UFRGS?
9. O curso segue o currículo mínimo da Engenharia?
10. Quais são as regras para transferência interna a partir de outros cursos da UFRGS?
11. É possível transferência a partir de outra universidade?
12. Qual é o turno de oferecimento do curso?
1. Quantas vagas o curso oferece no Concurso Vestibular?

O curso oferece 60 vagas no Concurso Vestibula. Destas vagas, 30 são para ingresso no 1º semestre do ano e as outras 30 são para ingresso no 2º semestre do ano.

2. Qual é a duração do curso?

O curso tem duração de 5 anos (10 semestres) e exige um total de 216 créditos, sendo 156 créditos obrigatórios, 48 créditos eletivos e 12 créditos complementares.

3. Quais são os pesos das provas no Concurso Vestibular?

Os pesos são os seguintes:
  • Biologia = 1
  • História = 1
  • Matemática = 3
  • Língua Portuguesa = 3
  • Literatura = 1
  • Língua Estrangeira = 2
  • Química = 1
  • Física = 2
  • Geografia = 1

4. Onde se consegue mais informações sobre o curso?

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas através:

E-mail do curso: comgrad-ecp@ufrgs.br

Secretarias:
Instituto de Informática
Fone: 3308-6162
E-mail: Angela Regina

Departamento de Engenharia Elétrica
Fone: 3308-3293
E-mail: secdelet@iee.ufrgs.br
5. Qual é o perfil do profissional formado pelo curso?

O curso formará profissionais capacitados a atuarem em áreas tecnológicas que exigem o conhecimento combinado da Engenharia Elétrica e da Computação, tais como:
  comunicação de dados e redes de computadores
  automação industrial e controle de processos
  automação comercial
  circuitos e sistemas integrados e microeletrônica
  microprocessadores e suas aplicações
  processamento de sinais digitais (imagens, voz)
  sistemas eletrônicos e de computação embutidos em equipamentos para eletrônica automotiva      e médica, telefonia celular, etc.

O aluno receberá formação sólida em Matemática e Física e nos fundamentos da Engenharia Elétrica e da Computação. Ele poderá especificar, projetar, configurar, instalar, testar e dar manutenção a todos os equipamentos que contenham partes de hardware e software, tanto aqueles de propósitos gerais (computadores, redes de computadores) como os voltados a aplicações específicas.

6. Quais são as áreas de atuação do profissional formado pelo curso?

As principais áreas de atuação são:

  indústria eletro-eletrônica e de equipamentos informáticos
  indústria de software
  prestação de serviços no projeto, configuração, instalação e manutenção de equipamentos eletrônicos computacionais, de redes de computadores e de comunicação de dados e de sistemas de automação
  empresas que necessitam instalação, operação e manutenção de redes de computadores e/ou de transmissão de dados e/ou sistemas de automação comercial ou industrial.
  O egresso pode atuar em empresas ou como profissional liberal.

7. Qual é a diferença entre os cursos de Engenharia de Computação e de Ciência da Computação da UFRGS?

O curso de Ciência da Computação da UFRGS oferece uma formação mais voltada ao desenvolvimento de software, tanto básico como aplicativo. Ele oferece uma maior especialização em temas como sistemas de informação, bancos de dados, engenharia de software, compiladores, linguagens de programação e inteligência artificial. Este curso dá apenas uma formação básica em matérias de hardware, como arquitetura e organização de computadores e circuitos lógicos.

Ao contrário do curso de Ciência da Computação, o curso de Engenharia de Computação da UFRGS dá uma formação completa e aprofundada para o desenvolvimento de hardware, tanto de sistemas de propósitos gerais como de circuitos e sistemas para aplicações específicas. Além disto, ele dá uma formação mais sólida para o desenvolvimento de sistemas onde existe forte interação entre partes de hardware e software, em áreas como comunicação de dados e automação. Em função de sua base matemática diferenciada, o curso também prepara melhor profissionais para atuação em áreas que envolvam processamento digital de sinais (em comunicação de dados e em processamento de voz e imagens, por exemplo).

No entanto, o curso de Engenharia de Computação da UFRGS também dá formação básica em matérias mais específicas de software, como compiladores, bancos de dados e engenharia de software.

Ambos os cursos permitem formação especializada em determinadas áreas de interface entre os mesmos, como sistemas operacionais, redes de computadores, processamento paralelo e distribuído e computação gráfica.

Ambos os cursos dão formação idêntica nos fundamentos da Computação, em matérias como arquitetura e organização de computadores, algoritmos, estruturas de dados, lógica, teoria da computação e linguagens de programação.

8. Qual é a diferença entre os cursos de Engenharia de Computação e de Engenharia Elétrica da UFRGS?

O Curso de Engenharia Elétrica tem por objetivo proporcionar ao aluno uma formação profissional básica de engenheiro eletricista, atuando em um espectro mais amplo do que o Engenheiro de Computação. Dentre as áreas de atuação dos egressos do Curso de Engenharia Elétrica pode-se mencionar: supervisão, coordenação, planejamento, manutenção, projeto e especificações de materiais elétricos e eletrônicos, equipamentos eletrônicos em geral, sistemas de comunicação e telecomunicações, sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico, geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica, equipamentos, materiais e máquinas elétricas, seus serviços afins e correlatos.

O Curso de Engenharia de Computação enfatiza os aspectos de especificação e projeto de sistemas eletrônicos, mais comumente conhecidos como hardware, para aplicações que envolvam o uso de equipamentos de informática. Dentre estes sistemas pode-se destacar: sistemas eletrônicos integrados (ASICs), periféricos de computadores (controladores de disco rígido, placas multimídia, etc.), equipamentos eletrônicos para redes de computadores (tais como roteadores, multiplexadores), processadores, etc.

O Curso de Engenharia de Computação enfatiza um aspecto que é fundamental no desenvolvimento de equipamentos computacionais modernos: a integração entre o software e o hardware, ou seja, entre os componentes eletrônicos, tais como os microprocessadores, e os programas de computador que executam nestes componentes. Por exemplo, a qualidade de um sistema multimídia depende não somente de um hardware capaz de processar um grande conjunto de informações de imagem e som, mas também de um software adequado de configuração e de uso do equipamento.

Em função do crescente uso de sistemas computacionais nas mais diversas aplicações, apesar do enfoque do curso de Engenharia de Computação ser conceitualmente mais restrito, são inúmeras as possíveis áreas de atuação de egressos do curso de Engenharia de Computação. Estes podem atuar no desenvolvimento de sistemas computacionais para automação industrial, tais como controladores lógico-programáveis, barramentos industriais, etc. Em aplicações em sistemas automotivos, tais como sistemas de navegação para veículos, os quais envolvem processadores capazes de processar em tempo-real as informações recebidas, bem como softwares de gerência e apresentação de informações cartográficas, determinação de rotas, etc.

Similarmente ao curso de Engenharia Elétrica, o curso de Engenharia de Computação fornece sólida formação em Matemática e Física e em conceitos fundamentais de Circuitos Elétricos e Eletrônicos. Ao contrário do curso de Engenharia Elétrica, o curso de Engenharia de Computação da UFRGS dá uma formação completa e aprofundada para o desenvolvimento de software , com especial ênfase na interação entre o hardware e software, em áreas como comunicação de dados e automação industrial.

9. O curso segue o currículo mínimo da Engenharia?

A LDB (Leis de Diretrizes Básicas da Educação) extinguiu o conceito de currículo mínimo para todos os cursos. O curso de Engenharia de Computação não segue o currículo mínimo da Engenharia Elétrica, nem o da Engenharia em geral.

10. Quais são as regras para transferência interna a partir de outros cursos da UFRGS?

Para participar da Transferência Interna por Recálculo de Média do Vestibular, a média do candidato requerente será calculada tendo como base os pesos das provas no Concurso Vestibular do curso pleiteado, no ano que o habilitou ao curso ao qual está atualmente vinculado.
A média do candidato deve ter sido recalculada de acordo com os pesos das provas no Vestibular adotados pela Engenharia de Computação.
A cada ano, a Comissão de Graduação fixará o número de vagas disponíveis para transferência interna.
Mais detalhes sobre a transferência pode ser encontrado no site da PROGRAD.
11. É possível transferência a partir de outra universidade?

Essa modalidade de transferência é chamada de "Transferência Voluntária".
O aluno deve ter sido aprovado nas disciplinas que compõem os dois primeiros semestres de seu curso de origem (ou o primeiro ano, no caso de curso seriado ao anual).
O curso de origem deverá ser reconhecido ou ter autorização de funcionamento pelo MEC e ser idêntico (mesma denominação) ou assemelhado ao curso pretendido, conforme disposto na Resolução nº 12/2010 do CEPE.
Mais detalhes sobre o "extravestibular" pode ser encontrado aqui.
A previsão do próximo extavestibular é para ingresso em 2013/1
12. Qual é o turno de oferecimento do curso?

A grande maioria das disciplinas do Curso são oferecidas nos turnos da manhã (preferencialmente) e da tarde. Algumas poucas disciplinas têm turmas à noite. Não é possível concluir o Curso apenas com aulas noturnas.
© 2011 Instituto de Informática. All rights reserved