Português English
Contato

Institucional | Apresentação

O Instituto de Informática

O INF – Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, fundado em 9 de novembro de 1989, mas baseado numa atividade acadêmica sólida iniciada na década de 70, é reconhecido pela excelência acadêmica, inovação e compromisso social.

O corpo docente do INF é formado por 75 professores doutores,  constituindo um grupo único no Brasil, com grande abrangência de áreas de pesquisa, e uma equipe de servidores técnico-administrativos que dão suporte de forma diferenciada às atividades acadêmicas de uma comunidade constituída por cerca de 900 alunos de graduação e 300 de pós-graduação.

Situado no Campus do Vale da UFRGS, o INF tem uma  área física de 7500 m². Seus quatro prédios abrigam 23 salas de aula, 12 laboratórios de ensino, 35 salas-laboratórios para pesquisas, 2 salas de videoconferência,  uma biblioteca especializada com mais de 28.000 volumes, um centro de eventos e 4 auditórios.

Graduação e Pós-Graduação

Os cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação do INF foram avaliados como os melhores do país de acordo com as últimas avaliações oficial do MEC. Anualmente, ingressam 160 estudantes que recebem sólida formação, incluindo estágios no exterior e dupla-diplomação em conjunto com reconhecidas universidades da Europa.

O PPGC – Programa de Pós-Graduação em Computação é um dos programas de nível internacional da área de Computação no país, tendo obtido nota 7 (máxima) nas últimas avaliações  da CAPES/MEC. Apenas 5 programas de pós-graduação em Computação no Brasil têm esse conceito. Já formou cerca de 1500 mestres e 300 doutores ao longo de mais de 40 anos de existência.  Seus docentes são reconhecidos internacionalmente, participando de projetos de grande impacto científico e tecnológico. A partir dos laboratórios do PPGC, foi iniciado o Parque de TIC do Estado do Rio Grande do Sul nas décadas de 70 e 80.

Docentes do INF também participam de outros dois programas da UFRGS: PGMICRO – Pós-Graduação em Microeletrônica e PPGIE – Pós-Graduação em Informática na Educação, que são os únicos programas interdisciplinares nestas áreas no país. Além de mestrado e doutorado, o INF oferece cursos abertos, de especialização presencial, a distância, e in company, em assuntos relacionados a suas áreas de atuação.

Pesquisa

A pesquisa e a inovação são atividades priorizadas no INF, onde os seguintes grupos de pesquisa investigam todas as áreas fundamentais da Computação:

O financiamento dos grupos de pesquisa é prioritariamente obtido das agências de fomento federais e estaduais, mas tem-se ampliado o número de projetos em parcerias com empresas como HP, Samsung, Microsoft, Petrobras, AES-Sul, assim como projetos financiados pela comunidade europeia.

Fomento ao Empreendedorismo

O CEI – Centro de Empreendimentos em Informática, criado em 1996, atua como incubadora empresarial de base tecnológica, incentivando projetos de caráter inovador na área de Tecnologias da Informação e de Comunicação. Mais de 50 empresas já foram incubadas no CEI.

O CEI é agente da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e foi a primeira incubadora tecnológica da Região Sul, considerada como modelo pelo SEBRAE nacional. É credenciado pelo CATI – Comitê da Área de Tecnologia da Informação do MCT, possibilitando o incentivo da Lei de Informática às empresas  incubadas.

A incubadora oferece infraestrutura física e de apoio gerencial para o desenvolvimento de projetos de transferência de tecnologia e criação de novas empresas. O CEI-INF possui uma área de 800 metros quadrados distribuídos em salas com acesso controlado, salas de reuniões e de treinamento para o desenvolvimento de interações com empresas. Na sua tarefa central de intermediação entre sociedade e Universidade, o CEI-INF cumpre ainda o importante papel de prospecção e captação de projetos no mercado, cuja competência de desenvolvimento esteja contemplada pelo grupo de pesquisadores do Instituto de Informática.

Interação com a Sociedade

O INF teve papel fundamental na criação do Pólo Tecnológico do Rio Grande do Sul e mantém-se como maior centro de excelência em P&D&I do sul do país. Além das empresas incubadas, o INF mantém convênios e projetos de transferência de tecnologia com várias empresas e mantém-se em permanente interação com as instituições  representativas da sociedade organizada, como ABINEE, ASSESPRO, SUCESU, SOFTSUL e FIERGS, através da participação de seus professores em seus conselhos ou através de convênios e parcerias estratégicas.

Inserção Internacional

No cenário internacional, o INF é uma das mais importantes instituições acadêmicas latino-americanas em Computação, em consequência da formação qualificada de seus professores-pesquisadores. A maioria de seus professores concluiu doutorado em instituições americanas e europeias, além de desenvolver grande número de projetos de cooperação internacional, notadamente com França, Alemanha e Estados Unidos. O INF tem forte participação em diversos fóruns científicos: comitês editoriais de revistas, comitês de programa de conferências internacionais, diretorias, conselhos e grupos de trabalho de sociedades científicas.

Continuamente, um grande número de pós-graduandos realiza estágios-sanduíche no exterior, em universidades e centros de pesquisa de empresas líderes em TIC. Diversas teses e dissertações são conduzidas em co-tutela, com a participação de co-orientadores de universidades do exterior.

Antes mesmo do programa Ciência sem Fronteiras, estudantes de graduação já realizavam anualmente estágios no exterior através de intercâmbios específicos com universidades da França, Alemanha e Holanda. Desde 2005 cerca de 250 alunos de graduação fizeram estágios no exterior. O INF também recebe muitos estudantes estrangeiros e, desde 2007, são concedidos duplos-diplomas a estudantes da UFRGS e do INPG (Grenoble, França).

Missão

O Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (INF/UFRGS) é uma instituição dedicada ao ensino superior e à produção de conhecimento.

Tem como missão formar profissionais de reconhecida qualificação, gerar conhecimento e tecnologia, e apoiar o desenvolvimento de produtos e empresas, compartilhando novos conhecimentos que beneficiem a sociedade.

Busca, continuamente, consolidar-se como centro de excelência tanto em ensino de graduação e pós-graduação como em pesquisa científica e tecnológica, inserido na realidade brasileira, mas visando padrões internacionais de qualidade. Também serve à comunidade, através de atividades de extensão, e promove o empreendedorismo, a inovação tecnológica e o desenvolvimento econômico através do CEI – Centro de Empreendimentos em Informática.

Dedicado primordialmente à Computação, o Instituto de Informática realiza cooperação interdisciplinar com outras unidades acadêmicas, indústrias e universidades no Brasil e no exterior.