Português English
Contato
Publicado em: 05/02/2018

Workshop de Inception Direto ao Ponto no CEI

CEI promove o workshop de Inception Direto ao Ponto, tendo como metodologia da oficina o livro “Direto ao ponto: criando produtos de forma enxuta” do Paulo Caroli, consultor na ThoughtWorks.

cei

CEI

Durante a semana dos dias 22/01 a 26/01, ocorreu no Centro de Empreendimentos em Informática (CEI) o workshop de Inception Direto ao Ponto. A metodologia da oficina teve por base o livro “Direto ao ponto: criando produtos de forma enxuta” do Paulo Caroli, consultor na ThoughtWorks. O evento foi uma iniciativa do CEI, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico (SEDETEC) e o Parque ZENIT.

Projetos ágeis são conduzidos através de entregas rápidas e frequentes, focando nas entregas de valor de acordo com os objetivos do negócio e as necessidades dos usuários, promovendo a liberação incremental da solução: o MVP. O produto mínimo viável, em Inglês Minimum Viable Product (MVP), é a versão mais simples de um produto que pode ser disponibilizada para o negócio. A técnica de Inception Direto ao Ponto usa os princípios ágeis e foca no entendimento do valor do negócio e na necessidade do usuário para identificar o produto mínimo viável.

Ao longo da semana, os participantes passaram por todas as etapas do processo de inception, iniciando com a definição da proposta de um produto e seus objetivos principais, passando pelo levantamento de features e finalizando com o planejamento e as estratégias de validação dos MVPs. Todo o processo foi orientado pelos facilitadores Gabriel Viegas e Rodrigo Rech, também consultores na ThoughtWorks. Neste workshop foi trabalhado o produto da Órbita Inovações Sociais cujo foco é o aumento da acessibilidade em espaços públicos e privados.

Além de aplicar o método de inception a um produto real, o workshop tinha como objetivo formar novos facilitadores. Participaram do treinamento gestores do CEI e do Parque Zenit, que poderão replicar a experiência com outras empresas associadas.

A professora Érika Cota, vice-diretora da CEI e umas das organizadoras do evento, acredita que ao longo do curso houve uma interação muito rica entre universidade e sociedade, já que aproximou o mercado do âmbito acadêmico e permitiu  trocas entre as diferentes áreas. “Os participantes tinham perfis muito distintos (gestores, professores, empreendedores, estudantes, desenvolvedores e profissionais do mercado) e puderam trocar conhecimentos não apenas em relação à metodologia e sua aplicação nos diferentes contextos, mas também em relação ao problema usado como estudo de caso ao longo da semana”, segundo Erika.