Português English
Contato

Projetos de Pesquisa | Inteligência Artificial

Coordenador: Aline Villavicencio
Projeto: Investigações Computacionais Cognitivas da Aquisição e Uso da Linguagem em Casos Clínicos
Agência/Modalidade: CNPq/Editais Universais
Início: 02/01/2013
Conclusão: 31/12/2016
Resumo: Nesse projeto propomos desenvolver recursos e modelos computacionais para investigar fatores ligados a aquisição da linguagem infantil e ao uso da linguagem em condições clinicas como desordens do espectro autista (DEA) e afasias. Serão examinados fatores, principalmente linguísticos, psicolinguísticos e de frequência, que podem influir nos processos de linguagem em casos clínicos e não-clínicos, além de possíveis subdivisões desses casos, concentrando-se na Síndrome de Asperger (SA) e Autismo de Alto Funcionamento (AAF), que formam um dos extremos de DEA. Para tanto serão coletados dados psicolinguísticos dos grupos clínicos e de controle que serão complementados pelo desenvolvimento de anotações de corpora de alta escala que podem indicar padrões de preferência de uso. Parte do estudo também será desenvolvido para duas línguas (português e inglês) para verificar se as possíveis características de uso de linguagem nessas populações são específicas ou independentes de uma linguagem. Estão também previstas comparações entre abordagens de aprendizado de máquina para as tarefas de linguagem dentro de simulações cognitivamente compatíveis. Uma investigação minuciosa desses fatores pode contribuir para uma melhor compreensão de populações com casos clínicos (e não-clínicos) e com isto possibilitar o aprimoramento da comunicação com este indivíduos através do uso de uma linguagem mais adaptada as necessidades de cada grupo (linguagem ideal). Com isso espera-se avançar em direção ao desenvolvimento de técnicas que proporcionem uma intervenção precoce visando uma maior qualidade de vida com maior inclusão social destas populações. Os objetivos desse projeto são possibilitados pelo trabalho colaborativo de uma equipe única e altamente especializada formada por experts com conhecimentos complementares nas várias áreas relacionadas.


Coordenador: Aline Villavicencio
Projeto: Simplificação Textual de Expressões Complexas
Agência/Modalidade: Lei de Informática
Parceiros: SAMSUNG Eletrônica da Amazonia Ltda.
Início: 01/09/2014
Conclusão: 30/08/2016
Resumo: Este projeto propõe a investigação de técnicas de simplificação lexical que incorporam um tratamento adequado para EMPs. Embora a simplificação textual seja uma área de pesquisa importante, os estudos com foco no português brasileiro ainda são escassos e este projeto visa preencher esta lacuna. Nós nos concentraremos na simplificação de textos em português brasileiro, desenvolvendo os recursos e técnicas necessárias. Para tanto estão previstas atividades como coleta e construção de ferramentas relevantes para o português; exame da influência de fatores linguísticos na simplificação e desenvolvimento de medidas de simplicidade lexical; desenvolvimento de técnicas para incorporar o tratamento de EMPs na simplificação lexical; e desenvolvimento e avaliação de um protótipo de sistema de simplificação lexical como prova de conceito. A longo prazo, o projeto busca contribuir para o desenvolvimento de tecnologias da linguagem para o português brasileiro para facilitar o processamento de informação humana e aumentar a inclusão digital.


Coordenador: Aline Villavicencio
Projeto: Modelos Computacionais para Auxílio do Diagnóstico de Patologias Relacionadas à Linguagem
Agência/Modalidade: CNPq/Editais Universais
Início: 23/12/2009
Conclusão: 23/12/2011
Resumo: Este projeto se propõe a criar a infra-estrutura necessária para a investigação e o desenvolvimentos de modelos computacionais da aquisição, uso e dissolução de linguagem. Estes modelos podem (i) avançar o entendimento sobre o funcionamento da mente humana, e em particular em relação a capacidade da linguagem, e também podem (ii) ser usadas para auxiliar o diagnóstico de patologias que estejam correlacionadas com anomalias da linguagem, como a Doença de Alzheimer e o Autismo/Síndrome de Asperger.


Coordenador: Aline Villavicencio
Projeto: CAMELEON: Métodos Colaborativos e Automáticos para Multilingualização de Léxicos e de Ontologias.
Agência/Modalidade: CAPES/COFECUB
Parceiros: UFRGS, PUC-RS, UFSCAR França: Aix-Marseille, Grenoble, Toulouse
Início: 01/03/2011
Conclusão: 28/02/2015
Resumo: O objetivo científico desse projeto é investigar, propor, experimentar, aplicar e validar técnicas automáticas e colaborativas para o desenvolvimento de recursos lexicais e ontológicos necessários quando da construção de aplicações multilíngues. As línguasalvo do projeto são português (brasileiro), francês e inglês, e a linguagem artificial UNL por se tratar de uma representação semântica interlíngua (Boitet et al. 2009). Assim, essa proposta visa a investigação de métodos de obtenção de informações linguísticas para a construção de recursos lexicais, integrando léxicos multilíngues e ontologias, com foco em técnicas colaborativas e automáticas. No primeiro caso, colaboradores voluntários podem usar uma plataforma como Jibiki (Mangeot et al. 2004), para editar os verbetes de um dicionário e para criar links entre eles, através de um navegador Web. Analogamente, as aplicações multilíngues podem acessar e contribuir automaticamente para os recursos lexicais armazenados na plataforma através de uma API. Por outro lado, a construção automática de recursos é baseada na extração de informação lexical a partir de corpora textuais, usando evidências empírico-estatísticas e técnicas de aprendizado de máquina. Nesse contexto, um problema particularmente interessante é o tratamento de expressões multipalavra e sua aquisição automática (Ramisch et al. 2010, Caseli et al. 2009).


Coordenador: Aline Villavicencio
Projeto: COMUNICA – Acesso a Base de Dados pelo Telefone
Agência/Modalidade: FINEP/SEBRAE – CT Transversal
Parceiros: Conexum – Sistemas Computacionais Inteligentes Ltda, Intext Mining Descoberta de Conhecimentos em Textos Ltda., DFL Consultoria Ltda.
Início: 15/06/2009
Conclusão: 09/02/2012
Resumo: O objetivo do projeto é o desenvolvimento de um sistema de atendimento automático que permita o acesso por voz a uma base de dados. O meio de acesso escolhido é por via telefônica. A tecnologia de consulta à base segue princípios de mineração de dados com sumarização de conteúdo. Sistemas como este são usados para disseminar o acesso de clientes de empresas ou da população a informações contidas na suas bases de dados. Através deste recurso cegos pode ter acesso por voz a dados existentes apenas em meio visual, em papel ou na internet.A população em geral também pode vir a ser beneficiada futuramente com acesso a informações em bases de dados de órgãos públicos através de um telefonema. A final do projeto pretende-se constituir um produto que será gerido pelas entidades participantes, que criarão serviços que serão oferecidos a seus clientes.


Coordenador: Ana Lúcia Cetertich Bazzan
Projeto: LabTrans – Laboratório Computacional para Simulação e Testes de Políticas Relativas à Mobilidade em Sistema Inteligentes de Transporte
Agência/Modalidade: CNPq
Início: 13/05/2010
Conclusão: 30/11/2012


Coordenador: Ana Lúcia Cetertich Bazzan
Projeto: Rede estadual de simulação social
Agência/Modalidade: FAPERGS/PRONEX
Início: 01/01/2010
Conclusão: 01/01/2014


Coordenador: Ana Lúcia Cetertich Bazzan
Projeto: Estimando o  impacto da  comunicação inter-veicular sobre  o congestionamento em redes de transporte: uma abordagem baseada em agentes
Agência/Modalidade: CNPq/Editais Universais
Início: 01/11/2012
Conclusão: 31/10/2015
Resumo: Cidades inteligentes e mobilidade urbana ganham espaço como alvo de novos projetos na área de tecnologia de informação e comunicação (TIC). O objetivo geral deste projeto de pesquisa é investigar os efeitos causados pela introdução da comunicação inter-veicular na na redução dos tempos de viagem e, eventualmente, nos congestionamentos. Questões a serem investigadas: * Até que ponto a comunicação inter-veicular pode ajudar a melhorar congestionamentos? Ocorrerá diminuição significativa (e em nível de sistema) dos tempos de viagem? Haverá uma distribuição mais homogênea dos veículos na malha urbana (o que, supostamente, levaria a uma diminuição global dos tempos de viagem mas possivelmente a aumento deste tempo para alguns motoristas)? * Como simular os participantes do sistema (motoristas, etc.) usando métodos da área de agentes autônomos e sistemas multiagentes, como confiança e reputação (trust and reputation), a fim de modelar o grau de confiança colocado nas diversas fontes de informação? * Qual a melhor forma de distribuir a informação de modo a garantir um determinado nível de desempenho do sistema? * Qual a influência do comportamento individual que visa maximizar o ganho local (e.g., diminuir tempos de viagem) no sistema como um todo? A relevância científica reside, principalmente, na investigação do papel da comunicação veicular: os efeitos de troca de informação entre os atores do sistema de trânsito carece de um estudo profundo que indique seus prós e contras; atualmente parte-se do princípio que os efeitos seriam positivos mas nossos estudos preliminares mostram que este pode não ser o caso; no desenvolvimento de um modelo baseado em confiança e reputação para lidar com a incerteza em sistemas multiagentes voltados para simulações de trânsito: estes sistemas têm diversas particularidades que podem ser desafiadoras para as técnicas existentes por tratar-se de um ambiente aberto com milhares de agentes que têm um número de ações que pode crescer exponencialmente com o tamanho da malha viária; na especificação, desenvolvimento e validação de um modelo de simulação baseado em agentes para um domínio de larga escala onde fenômenos emergentes (e.g., congestionamentos).


Coordenador: Rosa Maria Viccari
Projeto: Pesquisa, desenvolvimento e implementação de sequências didáticas e objetivos digitais de aprendizagem em escolas públicas do Programa um Computador por Aluno
Agência/Modalidade: MEC/SEED
Início: 14/09/2011
Conclusão: 31/12/2013
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo geral contribuir para o debate sobre as formas de planejar, projetar, desenvolver, implementar e avaliar sequências didáticas e objetos digitais de aprendizagem (LONGMIRE, 2000; MUZIO, 2001; POLSANI, 2002) para o Programa Um Computador por Aluno (PROUCA), tomando como referência fundamentos no campo do Design Instrucional (SMITH; RAGAN, 2005; DICK; CAREY, 1990) e da Arquitetura da Informação (NIELSEN, 1990; ROSENFELD; MORVILLE; 1998).