Português English
Contato

Livros didáticos | Arquitetura de Computadores Pessoais

Arquitetura de Computadores Pessoais

Raul Fernando Weber

Computadores pessoais não são personagens novas na história da informática. Os primeiro computadores domésticos, pequenos o suficiente pra caberrem em cima de uma mesa, foram desenvolvidos na década de 70. A década de 80 testemunhou a proliferação dos computadores domésticos de 8 bits e o surgimento dos computdores pessoais de 16 bits. Um sucesso muito maior do que esperavam seus fabricantes e projetistas, o IBMPC é o representante clássico desses computadores pessoais.
Projetado com arquitetura e sistema opercional abertos, o IBMPC é um caso raro, na informática, de sobrevivência. Apesar de suas duas décdas de existência, o computador pessoal continua evoluindo. O PC atual tem pouquíssimas semelhanças com o primeiro IBM PC, tendo recebido o acréscimo de mouse, som, multimídia, interface der ede e outros periféricos. Infelizmente, esta evolução teve seu preço: desenvolvida e expandida desde 1980, a arquitetura de um PC tornou-se extremamente, complexa, não só devido às inovações tecnológicas mas também pela variedade de oferta por parte dos mais diversos fabricantes (do processador aos periféricos)
Arquitetura de Computadores Pessoais surgiu justamente para permitir entender esta arquitetura e sistematizar o estudo de seus componentes. Compreendendo-se tais pontos, pode-se configurar e expandir um computador pessoal para obter-se o melhor desempenho possível.
O conteúdo do livro vem sendo desenvolvido desde 1991, tganto no curso de Bacharela em Ciência da Computação da UFRGS, quatno em diversos cursos de extensão e especialização. O primeiro capítulo localiza o computador pessoal dentro da informática e dele paresentea uma sucinta evolução histórica. O Capítulo 2 apresenta os microprocessadores, também mostrando sua evolução e a influência de seus componentes no desempenho do computador. O Capítulo 3 enfoca a memória e seus mecanismos de gerenciamento, enquanto o Capítulo 4 apresenta os conceitos equivalentes para o sistema de entrada e saída e os barramentos. Os principais periféricos são apresentados nos capítulos 5 a 9, com ênfase em vídeo, som, acionadores de discos e de CDs. O último capítulo discute os pontos a serem considerados na configuração e expansão de um computador pessoal.
O livro é voltado ao uso acadêmico, sendo utilizado na UFRGS na disciplina de Arquitetura de Computadores II, que tem sua ênfase nos sistemas de entrada e saída, mas destina-se também aos profissionais de informática, pois apresenta informações relevantes sobre arquitetura de computadores pessoais, especialemtne aqueles baseados no IBM PC