Menu:

Latest news:

30.03.2010:
Stéfano got his Master!

15.03.2010:
ERAD 2010 in Passo Fundo.

19.01.2010:
Mission in Berlin.

20.12.2009:
João Lima has been accepted in PhD.

Links:

Instituições

Orientações aos mestrandos

Organização do primeiro ano

É de praxe obter os 24 créditos necessários durante o 1o ano, a idéia sendo liberar o segundo ano para a pesquisa. Para obter os créditos, pode-se:

Em geral, faz-se 1 TI no segundo semestre, mais uma A.D. no decorrer do ano. Dessa forma, sobram 21 créditos. Ganha-se 1 crédito devido à semana acadêmica, a cada ano. Sobram então 19 créditos. Digamos que 1 crédito será ganho através de uma disciplina “especial” (por exemplo: uma disciplina de um professor estrangeiro visitante), e sobram 18 créditos.

O hábito é, então, cursar 2 ou 3 disciplinas no primeiro semestre, e 1 ou 2 outras no segundo (além do TI).

As disciplinas estão listadas nessa página do PPGC.

Eu gosto de sugerir o seguinte:

  1. acompanhar as disciplinas do orientador e do GPPD :o). Afinal, espera-se que eles lecionam coisas que tenham a ver com sua área…
  2. não deixar de cursar disciplinas tendo mais remotamente a ver com seu tema de pesquisa, porém culturalmente interessantes: em redes, em segurança, em assuntos mais teóricos…
  3. aproveitar também as disciplinas de cunho não técnico, tais como escrita de artigos.

Em 2009/1, tem a CMP134 (Navaux/Nicolas), “Introdução ao Processamento Paralelo e Distribuído” que vocês devem fazer. Mesmo que vocês já saibam parte da matéria, será a oportunidade perfeita para se conhecer melhor e interagir com outros alunos do GPPD. A CMP167 do Geyer (Programação com Objetos Distribuídos) seria a segunda na mira, mas eu não sei se vocês irão usar muito OO comigo.

Eu aconselho fortemente também a disciplina CMP155, Análise e Desenvolvimento de Algoritmos, da Profa. Buriol, a qual considero como fundamental. A experiência mostra que pode ser díficil, dependendo do tipo de aulas que vocês tiveram na graduação… mas não será tempo perdido.

Teria depois 2 disciplinas para 2009/2:

Atividade Didática não é obrigatória para quem não é bolsista mas, no fundo eu acho uma boa prática, até porque Mestrado deve também ensinar a ensinar… e a AD é uma ocasião única de viver por dentro a forma como se gerencia uma disciplina. Não se tem obrigação em fazer AD com o orientador.

Organização do segundo ano

Basicamente, ele é dedicado à pesquisa. Deve-se pensar em publicações. Uma boa opção é o WSCAD, um workshop em português associado ao SBAC. Pensar também na ERAD.

Eventos em geral

Todo ano, há uma série de eventos em que se espera que alunos de pós-graduação participem. São eles: