Português English
Contato
Publicado em: 29/12/2021

Professora da UFRGS recebe premiação

Liane Margarida Rockenbach Tarouco comanda pesquisas sobre redes na Universidade desde a década de 70

Ocorreu na terça-feira, dia 14 de dezembro, a cerimônia de indicação de pessoas para o Internet Hall of Fame 2021. Dentre os indicados, está a professora da UFRGS Liane Margarida Rockenbach Tarouco, pesquisadora e docente junto ao Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação, que atua na área desde a década de 70, responsável por diversas contribuições para a internet brasileira e por educar uma geração de engenheiros e especialistas em rede no Brasil afora.

“É uma relação da qual eu me orgulho muito em participar, porque foram indicados no passado nomes que criaram a internet propriamente dita, desde o professor Leonard Kleinrock, com quem eu fiz um curso na década de 70, até pessoas que definiram os protocolos que hoje funcionam na internet, como o inventor do mouse e até o ex-vice-presidente norte-americano Al Gore”, comenta Liane.

Nesta edição do Internet Hall of Fame foram homenageadas 21 pessoas de 11 países que ajudaram a construir, otimizar e fortalecer a infraestrutura básica da rede para alcance, acesso, segurança e escala. Entre os indicados, estão engenheiros, físicos, matemáticos e acadêmicos que deram contribuições notáveis para o crescimento global da internet. Eles se conectaram de pontos ao redor do mundo para compartilhar a homenagem com seus colegas. O presidente da Sociedade da Internet, Andrew Sullivan, destacou as contribuições dos homenageados “para uma internet aberta, conectada globalmente, segura e confiável, e sua capacidade de nos conectar de forma confiável e consistente”.

Pioneira no desenvolvimento da internet no Brasil, Liane Tarouco formou uma geração de engenheiros e especialistas em redes na América do Sul, Europa e África. A professora lembra que começou a pesquisar redes na década de 1970 como professora da UFRGS, o que culminou na publicação de seu primeiro livro, Redes de Comunicação de Dados, de 1977. “Foi o primeiro livro escrito em português sobre redes em modo geral e acabou se tornando um texto que foi usado em todas universidades brasileiras”. Na mesma época, ela aplicou seu conhecimento de rede para construir a Rede Sul de Teleprocessamento, a primeira iniciativa para interconectar universidades brasileiras.

Tarouco foi professora do Instituto de Informática da UFRGS desde seu início até 1996 quando fez concurso para titular na Faculdade de Educação e passou a participar do Programa de Pós-graduação em Informática na Educação. Enquanto professora do Instituto de Informática ministrou disciplinas de Redes de Computadores e de Gerência de Redes no PGCC. Na década de 1990, ela se dedicou à pesquisa e ao desenvolvimento de aplicativos da internet para a educação, expandindo assim o alcance de sua própria instrução e também os usos inovadores da rede para a aprendizagem. Posteriormente, a professora foi fundamental para o lançamento da Rede Tchê, uma rede entre universidades e centros de pesquisa localizados no Rio Grande do Sul. Ela também ajudou a desenvolver a rede metropolitana MetroPOA e colaborou no desenho e formação da Rede Nacional de Pesquisa, o primeiro backbone (“espinha dorsal” que interliga uma série de servidores que estão distantes) da internet brasileira, em 1992.

“Ser nomeada para esta distinção, que tem premiado pessoas notáveis na construção e trajetória da internet é muito recompensador. Eu posso apenas agradecer a todos que contribuíram no reconhecimento do meu trabalho ao longo dos anos”, declarou Tarouco na cerimônia de indicação. O vídeo com a fala completa da professora está disponível neste link.

Mais detalhes sobre os indicados de 2021 e de anos anteriores, incluindo biografias e fotos completas, podem ser encontrados em www.internethalloffame.org.

 

Fonte: ufrgs.br