Português English
Contato

Série de Seminários do INF | Seminários 2020/01

Todos os seminários acontecem às 12:45 e têm duração de aproximadamente 45 minutos seguido de perguntas.

Outubro:

  • 07/10

    • Título: Recondicionamento de Computadores para Estudantes e Escolas Públicas (CRC Zenit Belém e Reconecta UFRGS)
    • Palestrante: Renato Ribas (UFRGS)
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Serão apresentados dois projetos de recondicionamento de computadores. O CRC Zenit Belém, executado pelo Parque Científico e Tecnológico Zenit em parceria com a organização social civil Núcleo Comunitário e Cultural de Belém Novo (ONG NCC Belém), com apoio do MCTI. Trata-se de um projeto institucional da UFRGS que oferece cursos para jovens em vulnerabilidade socioeconômica e destina computadores para escolas públicas e associações civis. E o Reconecta UFRGS, uma ação de extensão criada no período da pandemia para repassar computadores para estudantes PRAE. Serão apresentadas outras iniciativas de CRCs (centros de recondicionamento de computadores) conhecidas no país, assim como possibilidades futuras para o aproveitamento e destinação adequada para os resíduos eletrônicos dentro da própria universidade.
    • Short-bio: Renato Perez Ribas é Prof. Titular do Departamento de Informática Aplicada do Instituto de Informática da UFRGS. Gerente do CRC Zenit Belém e coordenador do Reconecta UFRGS. Atua em dois programas de pós-graduação PPGC e PGMicro, na área de microeletrônica e síntese de circuitos digitais. Bolsista PQ CNPq e editor do periódico Journal of Integrated Circuits and Systems (JICS) da SBC e SBMicro. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Microeletrônica (SBMicro), coordenador da Eng. Computação (UFRGS), chefe do Departamento de Informática Aplicada, coordenador do NAU-INF, coordenador da Comex-INF. Atualmente é coordenador adjunto do Núcleo Rondon UFRGS.

Setembro:

  • 23/09

    • Título: Informática Aplicada num Hospital Acadêmico: Atividades do Grupo de e-Science em Amsterdam
    • Palestrante: Silvia Olabarriaga (University of Amsterdam)
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Na palestra Silvia vai apresentar tópicos selecionados de pesquisa realizada em seu grupo na Universidade de Amsterdam. O grupo de e-science (www.ebioscience.amc.nl) destaca-se por pesquisa de informática aplicada à área de biomedicina. Inicialmente com foco em computação distribuída e gestão de workflow científico, hoje o grupo está envolvido com segurança e privacidade de dados e exploração de IA em várias aplicações. O objetivo é apresentar alguns desafios enfrentados nas atuais pesquisas a fim de inspirar discussões sobre possível colaboração com pesquisadores do Inf. Silvia foi professora do Inf até 2002, e pretende usar a oportunidade para ‘rever’ velhos amigos e estabelecer novas amizades.
    • Short-bio: Silvia é Assistant Professor of the Department of Clinical Epidemiology, Biostatistics and Bioinformatics of the Amsterdam University Medical Centers, Location AMC, University of Amsterdam. She leads the e-science research line, supervises PhD students, and teaches courses at the AMC Graduate School and Medical Informatics Bachelor and Master Programs. Silvia is mainly interested in the usage of advanced information technology for scientific biomedical research.
  • 09/09

    • Título: Viagem ao interior do corpo humano
    • Palestrante: Marcelo Walter (UFRGS)
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Apesar do enorme sucesso da computação gráfica em modelar a aparência do nosso mundo manufaturado (prédios, carros, cidades, objetos, etc), o mundo natural (montanhas, vegetação, animais, eu e você) ainda apresenta desafios consideráveis se formos comparar com os resultados já possíveis com o mundo manufaturado. Para complicar ainda mais as coisas, um aspecto do mundo natural que é particularmente complicado é a modelagem do interior de seres vivos (mantendo eles ainda vivos…:-) Nessa conversa, iremos apresentar nossas pesquisas sobre modelagem de aparência de tecidos vivos do corpo humano (cabelo não conta pois é tecido morto), particularmente úteis em tarefas de treinamento de cirurgiões para cirurgias laparoscópicas.
    • Short-bio: Marcelo Walter é professor associado do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde 2010. Anteriormente foi professor na Universidade Federal de Pernambuco (2006-2010). De agosto de 2016 a julho de 2017, passou um ano sabático no laboratório GRIS – Technical University Darmstadt e Fraunhofer-IGD. Ele recebeu seu Ph.D. em Ciência da Computação pela University of British Columbia, no Canadá, em 1999. Seus interesses de pesquisa incluem modelagem de fenômenos naturais em geral, aplicações de computação gráfica em medicina e nas indústrias criativas. Desde 2000 ocupou vários cargos na Sociedade Brasileira de Computação: conselho (2011-2015), vice-presidente (2009-2011), diretor de eventos (2007-2009) e presidente da comissão especial de computação gráfica e processamento de imagens (2000-2004).

Agosto:

  • 26/08

    • Título: Resultados de autoavaliação do Instituto de Informática
    • Palestrante: Rodrigo Machado (UFRGS)
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Semestralmente a Universidade coleta dados de autoavaliação de alunos e professores sobre diversos tópicos, incluindo as atividades de ensino (graduação e pós-graduação), pesquisa e infraestrutura. Esses dados são regularmente compilados pelos NAUs (Núcleos de Autoavaliação da Unidade) e reapresentados à comunidade. Neste seminário será explicado o modelo de autoavaliação da UFRGs, quais são as análises realizadas pelo NAU do INF e como acessá-las e, finalmente, será apresentado um resumo da análise dos dados de autoavaliação do Instituto de Informática em 2019.
    • Short-bio: Rodrigo Machado é Prof. Adjunto do Departamento de Informática Teórica do Instituto de Informática da UFRGS. Sua atuação em ensino e pesquisa se dá nas áreas de Teoria da Computação, Linguagens de Programação e Lógica. Desde 2015 participa do Núcleo de Autoavaliação da Unidade do Instituto de Informática, do qual é o atual coordenador (período 2017-2020).
  • 12/08

    • Título: From Atomic Bombs to Supercomputers and Autonomous Vehicles: a Year of Research in the Los Alamos National Labs
    • Palestrante: Paolo Rech, INF/UFRGS
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Local alternativo: https://www.youtube.com/channel/UCBZ7tdk8JvJG3kHSbQeXr0Q
    • Resumo: This talk provides an overview of the experience as the 2019 Rosen Scholar Fellow at the Los Alamos National Labs (LANL), USA. Each year LANL offers the Rosen Scholar Fellowship to one researcher to spend a year working on topics that are more promising for the labs mission. In 2019, I was chosen for my work on supercomputers and autonomous vehicles reliability and I had the chance to collaborate with one of the biggest labs in the world. Reliability has been chosen as a topic of research as it is one of the major concerns for both safety-critical and High-Performance Computing applications. A neutron impact can generate faults in computing devices, leading to application crashes, wrong results, and system hangs. Several evidences showed that neutron-induced faults have corrupted large-server operations, have caused unexpected behaviors in airplanes, lead to car accidents … and have even influenced politics results. In the talk we will briefly cover the effects of neutron impact on computing systems and applications. Particular emphasis will be given to self-driven cars, which is the newest trend in the automotive industry. We will present the results of several experiments on object-detection frameworks for automotive applications and show that neutrons can effectively change the way a vehicle senses objects, potentially leading to accidents. Lately, novel architectural solutions, such as heterogeneous computing and mixed-precision architectures, have been introduced to increase devices computational efficiency. We will discuss if and how we can take advantage of these novel architectural solutions to improve applications reliability without unnecessary overhead. Particular attention will be given to the reliability of Xilinx Field-Programmable Gate-Arrays (FPGA), Intel Xeon Phis, NVIDIA Graphics Processing Units (GPUs), ARM embedded devices, and AMD heterogeneous devices.
    • Short-bio: Paolo Rech received his master and Ph.D. degrees from Padova University, Padova, Italy, in 2006 and 2009, respectively. He was then a Post Doc at LIRMM in Montpellier, France. Since 2012 Paolo is an associate professor at UFRGS in Brazil. He is the 2019 Rosen Scholar Fellow at the Los Alamos National Laboratory, he was awarded the 2020 Marie Curie Fellowship from the European Commission and he received the 2020 impact in society award from the Rutherford Appleton Laboratory, UK. His main research interests include the evaluation and mitigation of radiation-induced effects in large-scale HPC centers and in autonomous vehicles for automotive applications and space explorations.

Julho:

  • 29/07

    • Título: Revelando o dark side: Compartilhando lições aprendidas em uma luta contra depressão
    • Palestrante: Ingrid Nunes, INF/UFRGS
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Local alternativo: https://www.youtube.com/channel/UCBZ7tdk8JvJG3kHSbQeXr0Q
    • Resumo: Estudos recentes dão evidência da alta incidência de depressão na academia. Esta é uma doença que tem um estigma social, sendo muitas vezes enfrentada de maneira silenciosa, tentando-se evitar que outros tomem conhecimento pelo que se está passando. Isso torna a luta de enfrentamento contra a doença mais difícil ainda. Nesta palestra, irei dividir esse lado sombrio que esteve comigo, compartilhando detalhes que, sob minha perspectiva, a sociedade deveria ter conhecimento para ajudar indivíduos a enfrentar essa doença tão devastadora. Irei trazer lições aprendidas, tais como sinais de alerta com relação à saúde mental que devemos estar atentos, o que os outros podem fazer para ajudar e o que não fazer, e uma visão realística do processo de recuperação.
    • Short-bio: Ingrid Nunes é professora adjunta do Instituto de Informática da UFRGS desde 2012. Possui Bolsa de Produtividade em Pesquisa nível 2, concedida pelo CNPq. Concluiu a graduação, com láurea acadêmica, em Ciência da Computação pela UFRGS (2006). É Mestre (2009) e Doutora (2012) em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), com período de doutorado sanduiche de um ano na King’s College London. Realizou visitas de pesquisa na University of Waterloo (Canadá) e pós-doutorado de um ano na TU Dortmund (Alemanha), com bolsa da CAPES-Alexander von Humboldt. Atuou na indústria como desenvolvedora de software de 2005 a 2007. Recebeu os prêmios Google Women in Technology Award e Destaque Universitário em Informática (SEPRORGS). Sua área de atuação é Engenharia de Software, com foco no projeto, manutenção e evolução de software, e sistemas auto-adaptativos.
  • 15/07

    • Título: Otimização é Palavra Chave em Internet das Coisas
    • Palestrante: Ricardo Reis (UFRGS)
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Local alternativo: https://www.youtube.com/channel/UCBZ7tdk8JvJG3kHSbQeXr0Q
    • Resumo: A Internet das Coisas (IoT) exige novos desafios no projeto de dispositivos de computação e eletrônicos, em diversas áreas tais como em sistemas embarcados, arquiteturas de computadores, tolerância a falhas e circuitos e sistemas integrados. Um dos principais desafios é a redução do consumo de energia que tem crescido enormemente em função do crescente número de dispositivos conectados à internet, sendo que a maioria destes dispositivos está permanentemente conectada. Este seminário procura apresentar uma visão geral das estratégias de projeto (desde software até o nível de componentes) para reduzir o consumo de energia, assim como para aumentar a confiabilidade dos componentes da IoT, como a redução do número de componentes nos dispositivos de IoT. Otimização é palavra chave no projeto de componentes de TI na era da IoT. A palestra apresentará também algumas soluções propostas por nossa equipe.
    • Short-bio: Ricardo Reis é Professor Titular no Instituto de Informática da UFRGS, onde é professor desde 1979. Pesquisador nível 1A do CNPq. Possui doutorado em Computação, opção microeletrônica pelo Instituto Nacional Politécnico de Grenoble (INPG), França, em 1983. Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 1978. Doutor Honoris Causa pela Universidade de Montpellier, em 2016. Ricardo tem mais de 650 publicações, incluindo livros, periódicos e anais de conferências. Professor e orientador dos Programas de Pós-Graduação em Microeletrônica (onde foi coordenador por 2 mandatos) e Ciência da Computação da UFRGS (onde foi coordenador por dois mandatos). Membro do CA-CC/CNPq por 2 mandatos. Membro do CA-ME/CNPq (2011-2014). Foi vice-presidente da IFIP, presidente da Sociedade Brasileira de Computação (dois mandatos) e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Microeletrônica. É membro do Conselho (BoG) da IEEE CASS BoG (2018-2020, e do Conselho do IEEE CEDA, representando a IEEE CASS. Recebeu o 2015 IEEE CASS Meritorious Service Award. Foi vice-presidente do CASS por dois mandatos (2008/2011). Ele é membro do CASS VSA-TC, CASEO-TC e SIG-IoT. Recebeu o Silver Core Award da IFIP. Ricardo é fundador do Capítulo CASS do Rio Grande do Sul, que recebeu o Prêmio Mundial do Capítulo CASS (2011, 2012, 201 e o Capítulo R9 do ano (2013, 2014, 2016, 2017, 2020). Palestrante no Programa de Conferencistas Distinguidos da IEEE CASS, 2014/2015. Palestrante convidado em dezenas de conferências internacionais, especialmente da IEEE. Ele é fundador de várias conferências, como a LASCAS, SBCCI, EMicro e de diversas Seasonal Schools. Foi coordenador geral ou coordenador de programa de várias conferências como IEEE LASCAS, ISVLSI, SBCCI, IFIP VLSI-SoC, ICECS, PATMOS. Membro do Conselho Editorial da IEEE Design & Test Magazine. Membro do Steering Committee de várias conferências (LASCAS, SBCCI, ICECS, NEWCAS, VLSI-SoC, PATMOS, ISVLSI). Ricardo foi presidente do Steering Committee do IFIP/IEEE VLSI-SoC, vice-presidente do IFIP WG10.5 e presidente do IFIP TC10. Em 2002, recebeu o Prêmio Pesquisador do Ano no estado do Rio Grande do Sul. Reis é membro sénior da IEEE, membro da ACM, sócio fundador da SBC e sócio fundador da SBMicro. Suas áreas principais de pesquisa são EDA, síntese física de circuitos, metodologias de projetos, arquiteturas de MPSoCs, sistemas tolerantes a falhas e à efeitos de radiação.
  • 08/07

    • Título: Ciência de Dados e Inteligência Artificial para Combate à COVID-19
    • Palestrante: Joao Comba, INF/UFRGS
    • Registro do Video: https://www.youtube.com/watch?v=bAoLGAv4llg
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Nesta palestra eu vou descrever minhas atividades relacionadas à analise de dados da COVID-19. Desde que a pandemia se acelerou no Brasil e entramos em trabalho remoto na UFRGS no final de março, comecei a explorar diversas abordagens para análise de dados da COVID-19. Inicialmente nossos esforços focaram em criar, em curto espaço de tempo, painéis e ferramentas de análise de vários dados da COVID-19 no Brasil e no mundo. Neste esforço recrutei alunos de mestrado e doutorado que oriento no PPGC, alunos de graduação e professores do INF. Os resultados do nosso trabalho chamaram a atenção de vários meios de comunicação, em especial o painel Brasil e os diversos
      módulos de análise implementados na ferramenta de análise da COVID-19. Em paralelo a estes esforços, abrimos uma linha de trabalho para suportar o diagnóstico de COVID-19 a partir de tomografias computacionais e dados clínicos, resultando em um projeto chamado CIDIA-19 (Ciência de Dados e Inteligência Artificial para Combate à COVID-19). Este projeto, desenvolvido em parceria com professores do INF e da Unicamp, e médicos do Hospital Moinhos de Vento e Hospital de Clínicas de Porto Alegre, foi aceito no edital emergencial 06/2020 da FAPERGS para combate à COVID-19. O objetivo principal do projeto é acelerar o processo de diagnóstico de casos suspeitos de COVID-19 usando técnicas de ciência de dados e inteligência artificial. Este trabalho encontra-se em andamento, e irei ilustrar os resultados parciais que atingimos até o momento.
    • Short-bio: João L. D. Comba é Professor Titular no Instituto de Informática da UFRGS desde 2002, onde conduz atividades de pesquisa, ensino de graduação e pós-graduação, e orientação de alunos de doutorado, mestrado e iniciação científica. Possui doutorado em Ciências da Computação pela Universidade de Stanford, Estados Unidos (2000), mestrado em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE-Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991) e bacharelado em Ciencias de Computacao pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1987). As suas áreas de pesquisa incluem: visualização e análise de dados, ciência de dados, algoritmos geométricos e estruturas de dados espaciais.

Junho:

  • 17/06

    • Título: Cientista na Amazon: meu relato de três meses na empresa
    • Palestrante: Luciana Salete Buriol, INF/UFRGS
    • Local: https://mconf.ufrgs.br/webconf/serie-de-seminarios-do-inf
    • Resumo: Neste encontro eu vou relatar minha experiência do período sabático de três meses (dezembro/2019-fev/2020) em Seattle/USA como Amazon Scholar, um programa que premia professores para trabalharem
      temporariamente na Amazon. A Amazon é uma das maiores empresas do mundo, e sua base de funcionamento depende principalmente de processos logísticos: compra, armazenamento, distribuição e entrega de produtos. É uma empresa
      centrada no cliente e que valoriza ciência. Durante estes três meses eu aprendi bastante, compartilhei bastante e identifiquei oportunidades. A mensagem é ampla, não é só sobre a Amazon. Minha experiência lá reforça o
      entendimento de premiar boa formação, divulgação científica continuada e publicações em jornais e conferências de alto impacto. Desta forma, na apresentação eu vou falar brevemente sobre vários tópicos: projeto desenvolvido
      durante o período, processo de seleção de alunos e professores, princípios da Amazon, o trabalho de um cientista na empresa. Um cientista uma vez foi questionado: para que serve um cientista numa empresa que entrega pacotes?
      Meu objetivo, ao final da palestra, é que se entenda o porque a Amazon mantém com altos salários um quadro de 3500 cientistas.
    • Short-bio: Luciana Buriol é professora do Instituto de Informática desde 2006. Antes, ela se formou em Computação pela Universidade Federal de Santa Maria (199, fez mestrado (2000) e doutorado (2003) na
      UNICAMP. Em 2001-2002 ela passou um período de 15 meses como aluna de doutorado sanduíche na AT&T Labs em New Jersey, nos EUA. Em 2004-2005 ela foi pós-doutoranda por 15 meses na Universitá di Roma La Sapienza. No PPGC
      ela orienta alunos das áreas de algoritmos e otimização.